segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Tristes Belezas

O quê se pensou
derradeiro,
afunda
nesse espinheiro
de saudades doídas
e lágrimas caídas;

são as tristes belezas
que agora só refletem
as dores mal disfarçadas
e multifacetadas.

Tristes belezas,
caladas pelas armas
de infelizes Karmas.

Entretanto, tua chegada
repõe a Estrela quebrada;
e de novo iluminada
a Noite mostra
que até a angústia
é bela,
se nela
houver teu carinho
desenhando
o novo caminho.