sábado, 5 de novembro de 2011

Anti-Versos

Versos mancos
declamam
vazios brancos.

Algebra inexata
do tempo
sem data.

Versos tortos
escrevem
poemas mortos.

Gramática maculada
e poesia violada.
Tudo, fez-se nada.