segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Fantasma

A sombra
que me habita,
escorre na
lágrima aflita.

Drama que acontece
tão logo
a noite desce.

Sinto a angústia
de Graciliano.
Sei-te dano,
sei-me engano.

Uma alma geme
a impossibilidade.
É minha última verdade.

* Graciliano Ramos, Angústia