quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Inerte Lago

Lago inerte,
de paixões dormentes
e amantes ausentes.

Inerte lago,
de amores adormecidos
e amantes esquecidos.

Inerte lago Inerte,
de dura aridez
e excessiva sensatez.

Lago inerte Lago,
da Razão punjante
e do Sentir distante.

Lago Inerte
dos afetos rompidos
e dos Homens descabidos.

Lago Inerte, Inerte Lago,
lágrimas dos não queridos,
dos sós e não havidos