domingo, 17 de junho de 2012

Ella


Há um lamento
não compartilhado
na voz semi finda
que canta os males
do amor perdido.

O resto de uísque
no copo vazio
já não entorpece
a solidão.
E tudo cheira a
branca impermanência.

E então, finda enfim
a negra voz de Ella
e se espalha a quietude,
"by" Hollywood.

      Homenagem pouca à diva Ella Fritzgerald.