sábado, 19 de maio de 2012

A Verdade


A verdade é mais
que a soma dos fatos.
Talvez mais que a
intenção dos atos,
pois os caminhos levam
os desejos e as vontades;
e os deuses
forjam as possibilidades.
A Verdade, Homens,
paira-nos acima
e caminha entre
o que desconhecemos.
Atados aos seus liames
só andamos seu cercado,
buscando em toda fábula
a porta do Gárgula.
Mas são inúteis as tentativas
e o preço da resignação
é a burra acomodação,
ainda que tanto se diga não.
Títeres, nem reagimos;
sonhamos apenas
com o fim dos Coronéis
e a sinceridade dos bordéis.
Folhas, voamos ventos infiéis
e pseudos bacharéis
arengamos estar a Verdade
no vinho dos tonéis
e na revelação dos
Molotvs Coquetéis.
Mas a Verdade não se dá.
Vivamos seu simulacro.
A sombra que nos é permitida
e nela busquemos,
a paz consentida.