domingo, 11 de dezembro de 2011

Érika

Se a bala foi perdida,
ou se foi indevida,
o que importa agora?

A boca do forno
crema primeiro
a pouca fantasia
que viveu
e a morte
que antes lhe ocorreu.
Dupla morte
para o sonho
de consorte.

Depois, o ramo de jasmim
desce à barca de Caronte,
ao rés do horizonte.

Acima ficamos nós.
Acima, ficamos sós.
Que AEDO eternizará
uma Érika que já não há?

               Para a Sra. Gertrudes e Sr. Christopheer.