quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Camadas

Desconheço
quem me olha
do espelho.
O que a vida fez
com aquele Homem?
Será que ele conservou
algumas das esperanças
que juntos tivemos?
Das quimeras que vivemos?

A espuma do sabão
espalha-se pela barba,
mas por mais
que eu a raspe,
não consigo
remover as camadas
que o Mundo acrescentou.

Abaixo delas
conservou-se o
que sonhei?
Aquilo que pensei?
Quem eu amei?

O que foi que sobrei?