sábado, 23 de julho de 2011

Marcia

Olham o vazio
os olhos de Marcia;
distantes
como
instantes.

Perdidos olhares
em vagos lugares.
Adivinho tua saudade
d'alguma metade.

Moça da foto,
acaricio tua tristeza
e te faço um poema.
Talvez, uma chuva serena.

                                Para Marcia.