domingo, 22 de setembro de 2013

Olhos de mar

Giucoejuspinttura.blogspot.com

A moça dos olhos de mar
alonga a maresia do olhar
em cada verso de voltar,
em cada gesto de se dar,
em cada beijo de calar
e em todo corpo de aportar,
pois que os morenos desejos
ardem brasas em corpos sobejos
e o tempo é de ficar.
Agora, os cetins dos lençóis
são casulos e ninhos
de viajantes amores passarinhos.



Para a Musa.