terça-feira, 10 de setembro de 2013

Alento Allende


Si, las brujas  trajeron los terrores!

Eis que caístes companheiro
e contigo, Allende, caímos todos.
Por três décadas, 
poucas graças demos à vida, Violeta,
por eis que apenas charcos existiram,
qual tristes molduras dos silêncios das cidades.
Tão sujos ficaram os poemas, ilustre Ferreira.

Lejos eran la esperanza, compañeros.
E ti, andina cordilheira,
viste a liberdade anoitecer.

Em qual onda o Pacífico te levou, Mira?
Que fizeram das Flores que te adornavam
os cabelos e o nome?
Quem te apagou, poema de Neruda?



Para Miraflores. Para o Chile.


Homenagem pouca a  Salvador Allende que em 11.09.1973 foi deposto do cargo de Presidente do Chile por um golpe militar.

Referência ao poeta Ferreira Goulart, autor de "Poema Sujo".
Referência à música "Gracias a la vida" de Violeta Parra.