quarta-feira, 16 de março de 2011

Lixo

O homem da reciclagem
recolhe a placa de Homenagem
e pragueja alguma malandragem
enquando segue a dura viagem,
pois se tal não fizesse
seria preso por vadiagem
na próxima abordagem
do Capitão coragem.

Puxa a carroça,
responde à troça
e assobia assustado
pela estranha voragem
deitada no lixo da burguesia,
que renova sua compulsão
a cada novo dia.

Talvez sonhe com outra vida,
mas teme ser apenas uma Miragem.
Um vacilo, mano,
na força e na coragem.
O resto é bobagem...