sábado, 29 de junho de 2013

Flores de Pessegueiro


Os pêssegos de Setembro antecipam a sua doçura
no perfume de cada flor beijada por um colibri.
Por isso eu sei de tua chegada
quando súbitas Primaveras afastam o duro Inverno.

Sei-te, em breve, quando algum Arco-Íris
colore a vida que ainda há pouco,
escrevia-se em negro nanquim
sem rimar com qualquer outro sim.

Sei-te perto,
quando sinto o peito aberto
e pressinto
um novo delírio de absinto. 



Produção de TAÍS ALBUQUERQUE, desde o Rio de Janeiro no Outono de 2013.