sábado, 15 de junho de 2013

A Estrela que Falta



Sempre falta uma estrela
enquanto teu sorriso não brilha.
E ainda que a Lua vista de prata o Mundo,
a noite terá a nudez do vazio,

pois eis que apenas tu se orna do Romance
que canta todo menestrel de Verona.
Apenas tu, veste-nos o amor revivido
em doze jardins repartidos.

Pois eis que apenas as tuas letras e linhas,
podem conduzir o fio das fantasias
e decretar o fim das melancolias.



Produção de TAÍS ALBUQUERQUE, desde o Rio de Janeiro, RJ, no Outono de 2013.