segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Tempo, tempo

Bastou um instante
para que o ferro cruel
já não me ferisse.

O tempo, breve tempo,
levou o calor que me
queimaria.
Levou a dor que me
doeria
e levou o amor que me
magoaria.
Levou o sonho
que eu já não
sonharia.
Bastou um instante...