segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Ernesto "CHE" Guevara

Como tu, queríamos todos
"o verde que te quero verde"
que Lorca cantou.
E como tu sonhamos
a liberdade que desceria
das Maestras Montanhas.

E de sonhos vivemos um
Maio estendido
em cada trilha caminhada,
em cada esperança calada,
em cada utopia falada
e em cada bandeira hasteada.

Mas sonhos são quimeras
e eis que a repressão
aciona presto o rastilho
dos ódios gatilhos.

E sórdidos covardes
celebram a subserviência,
e a ordinária leniência
dos carrascos da Consciência.

Contigo morremos, chê.
Mas como tu, não antes
de fecundar
um outro tempo
de lutar.

       Homenagem pouca a Ernesto "Chê" Guevara, assassinado pelos Governos do Mundo em 08 de Outubro de 1967.