segunda-feira, 9 de abril de 2012

Neruda de Chile

Negra Isla,
negra ilha de
Neruda ausente.

Negra Isla
que escurece o
Mar que a cerca
e a angústia
que a habita.

Mestre, que Chile restou
quando tua pena
cansou?

Quem cantará
os jantares franceses
das senhoras francesas
que habitam,
pois fadas são,
a fria floresta
que verte verde?

Quem nos contará,
Dom Pablo,
a morte dos
cisnes virgens?

Quem nos ensinará,
Dom Pablo Neruda,
o frio da Cordilheira
e a saudade
do Condor aprisionado
em exílio eterno?

Quem haverá, poeta,
de desenhar com letras
a dama e o drama
de Santiago?
As calles de Santiago...
Quem?

             Homenagem pouca ao Mestre Neruda.