segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Varsóvia

Tão intenso
quanto um amor
dançado em tango
na Varsóvia
de outro tempo.

Nostalgia de
cristais e lustres
que se lamentam
nas notas
de um Bandonion
esquecido na noite.

Trágica beleza
de uma vida
que se apaga,
antes que a noite
nos cubra
de escuridão.

Tão intensa
tua partida;
e tanta dor
pressentida
no intenso amor
na escura noite
da Varsória
de antes.

E assim foi...