quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Dias

Houve bem mais
que sessenta dias.
Bem mais que uma
marca no calendário.

Houve o encontro
de nossas almas.
O encontro de
nossos corpos.
Reta singular,
entre tantos
traços tortos.

Houve a certeza
de nossos
caminhos.
O conforto
de nossos ninhos.

Houve Cristina.
Houve a amada,
a doce namorada.