domingo, 7 de agosto de 2011

Caminhos

Caminhemos
além da moldura
do quadro
que se forma,
da vida
que se transforma
e do verde desejo
que da taça entorna.

Caminhemos maduros
o Amor que nos é dado.
Benção inesperada,
d'alguma noite
descuidada.

Caminhemos juntos
a renovada espera
por outro Primavera.
Sejamos donos do
Destino
e do pudor de um
sentir menino.

Façamos o amor
como quem replanta
a última flor.
Cuidado de artífice,
ao tocar tua meiguice
e a poesia
que já se disse.

Caminhemos a nova Planície...