segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Profeta Gentileza

Bondade de Gentileza Profeta:
fazer-nos crer que se é poeta.
Fazer-nos ver
a magia de escrever.

Tanto tempo. Tantos anos.
Mas ainda ouço sua voz
de que virão novos planos.

Louco para alguns,
ou Profeta de Garanhuns.
Pouco importa. Cumpriu sua missão:
por instantes, elevou-nos do rés do chão.


Homenagem a José Datrino (1917/1996), o Poeta Gentileza