domingo, 10 de outubro de 2010

Mandela Mandala

Mandela de Cabidela,
do grito na favela,
do vazio na panela
e de outra tanta mazela.

Nelson Africano,
exemplo decano
do preço pago pela liberdade,
a qual nunca vem tarde.

Mandela de luto,
Mandela de luta
contra a Lei vestuta
que separa as cores
como se os Homens
fossem só rancores.

Negro rei Africano
vibre sempre o teu cajado,
pois novo opressor é chegado.

Mas siga sempre, negro sábio,
pois está em teu lábio
a justa palavra
e o futuro que se lavra.





Homenagem a Nelson Mandela