quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Monção

A chuva transborda
o dia que não acorda.
Quantas rosas nuas dançarão
na marítima monção?

Cheiro de terra molhada
e de paixão insaciada,
nessa noite aumentada
pela ausência indesejada.

Que caminho tomou Lilian?
Que secreto jardim
guarda seu riso carmim?

Em qual Oceano
direi que a amo?
Será o Atlântico Mar
que a fará chegar?