domingo, 16 de maio de 2010

Libris Scripta est

Sereia de certo Atlântico
e Musa de todo Cântico,
espalhe em cada Corrente
tua luz de Sol Nascente
e magia de Lua no Poente.

Caminhe teus versos,
são poemas imersos
nos divinos licores
donde vertem os amores.

Pois tuas são as Palavras,
nessa seara que lavras.
São tuas, as asas libertas
e a brisa que ofertas.

Livre Scripta est,
a Poesia te veste.


Para Inês Dunas