quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Tanto Azul


E porque hoje
esse tanto de azul
e essa tanta liberdade
não pediram permissão
para chegar,
bem sei que outro tempo
logo será Presente.




Que se brinde, então.
Eis que a renovação da vida
é o perfume que se pressente.

As idas e vindas da maré
n'algum dia trarão outra prenda.
Que eu aquiete o peito,
esqueça e dor e junte os pedaços,
outras fitas farão novos laços.