domingo, 6 de julho de 2014

Com muito orgulho, com muito amor.



Não foi, menino, a primeiro golpe
que nos atingiu pelas costas.
Vários outros já nos atingiram
e outros ainda virão.
E que venham!

Saberemos, como sempre soubemos,
encontrar o caminho da volta.
Por isso, menino da camisa dez,
se agora o covarde dos Andes te atingiu,
não lamentes. Ele foi só mais um.

Esteja certo de que haveremos de buscar
em tua arte, em tua coragem, a força para seguir.
Se o covarde dos Andes tentou parar o Brasil,
saiba que não conseguiu.

A tua dor, agora de todos nós
reafirmou-nos como brasileiros.
E, ganhando ou perdendo,
com muito amor e com muito orgulho.


Homenagem pouca ao menino do Brasil, Neymar.

Produção e divulgação de Pat Tavares, lettre, la a´rt et la culture, assessora de Imprensa e de Relações com o público. Rio de Janeiro, no inverno de 2014.