domingo, 1 de junho de 2014

Esquecer


Esqueçamos as tulipas de Maio.
Esse tempo não as permite.
Um dia, talvez, encontremos
um novo caminho
e as ausências
serão apenas saudade.
Esqueçamos as utopias,
pois nada mais floresce no peito
e nele só reina
o silêncio da poesia morta.

Para Beth. Saudades.

Produção e divulgação de Pri Guilhen, lettre, l´art et la culture, assessora de Imprensa e de RP, do Rio de Janeiro em Junho de 2014