domingo, 19 de fevereiro de 2012

A Amada

A amada me espera
em um Poema.
É a vida que me
repõe as camadas,
que de longe me
foram tiradas.

Um Poeta* me diz
que a ordem das flores
não altera o canto
dos passarinhos;
e eu bem sei
o que há de flor e passarinho
na promessa desse
novo caminho.

Espera-me a amada num Poema.
Espere-me Amada-Poema,
pois eis que não demoro
nesse festim inglório.

Breve, contigo estarei.
E feliz me saberei
por re-cantar
o Poema que já cantei.

                      * da Poética de Manoel de Barros,