segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Cadente

Distante como estrela cadente
e amor que não se sente,
só te sinto presente
no desejo de ver-se ausente.

Pressinto que compartilhas
a sensação de sermos ilhas,
separados por Oceanos
e alguns outros enganos.

Trilhamos uma rota,
mas já nem se nota
um voo de gaivota.

Carinhos trocados,
caminhos andados.
Agora, só dois lados.