sábado, 25 de julho de 2015

Traços



O grito que não se atreve,
antecipa o teu choro contido.

Dores silenciosas que te
esboçam,
qual traço sem talento.

De quanta dor
será feito o teu desejo
de que a vida
não seja apenas
a falsa compaixão alheia?


Para Érika. Saudades.



Lettre la Art et la Culture
Enviado por Lettre la Art et la Culture em 25/07/2015