sexta-feira, 3 de julho de 2015

Paraty


Há tanta poesia
que já nem se sabe
em que Céu 
ficaram
os poemas não nascidos.


Lettre la Art et la Culture
Enviado por Lettre la Art et la Culture em 03/07/2015