sábado, 8 de março de 2014

Elas




A ternura ainda é possível.
A essência de santas putas senhoras,
sobrevive à rudeza do Mundo.

Lavadeiras, operárias, faxineiras
sorriem batons imprecisos.
Alegria despossuída
ante a crueza do Mundo.

Embalam filhos incertos
de destinos não sabidos.
Acalentam sonos e sonhos
de quem pouco sonhará.

Musas esquecidas
de poucos poemas.
Macabéas* da vida.
De tantas vidas...



Imagem disponível na Web. Toda solidariedade às Garis do Rio de Janeiro.


* da obra de Clarice Lispector.