sábado, 29 de março de 2014

Aparências


A suavidade da porta que se fecha
nada fala do amor que se vai.
E a lágrima contida
não revela a dor sentida.
Estão salvas as aparências

e perdidas as inocências.