quinta-feira, 7 de abril de 2016

Espaços


E ainda que Papillon voe
por céus que desconheço,
sei-me seguro em seus espaços,
porque, neles, sinto o calor da casa
para a qual sempre quis voltar.


Para Papillon. Carinho.

Lettre la Art et la Culture